Magnum pode ser mais um desfalque no Remo

09/05/2012

O Clube do Remo corre o risco de perder mais um jogador de última hora: o meia Magnum. Nessa quinta-feira (10), às 15h, o atleta será julgado pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). Hamilton Gualberto, vice-presidente de futebol do Leão, será o advogado de defesa que representará o atleta na sede do STJD. Hamilton fará a defesa oral do jogador com base nos quatro jogos que o atleta já cumpriu da punição de seis partidas. Caso o STJD não absolva o meia, ele não jogará na final do Parazão contra o Cametá neste domingo.

Situação que o técnico Flávio Lopes não deseja, pois ele já procura um substituto para outro titular da ‘meiuca’ azulina. Reis levou o terceiro cartão amarelo e ficará de fora da decisão. O atacante Marciano e o meia Betinho brigam pela vaga. Pela lógica, os dois, por sinal, podem acabar entrando na onzena, caso Magnum seja punido pela Justiça Desportiva. O treinador ainda terá que escolher quem poderá ficar no lugar de Jhonnatan, que, em tratamento  de uma erisipela, é duvida. Em compensação, o zagueiro Diego Barros retorna ao time, após ficar de fora dos primeiros 90 minutos da decisão.

No mais, as próximas 72 horas do Filho da Glória e do Triunfo em Castanhal mostrarão com que equipe o Leão irá reencontrar o Mapará no Mangueirão. (Diário do Pará)

Fonte: www.radioclubedopara.com.br

Deixe uma resposta

Você precisar fazer login para comentar.