Remo fica sem disputar um torneio até 2013

14/05/2012

Parece que o calvário azulino não tem mais fim. A derrota para o Cametá, e a consequente perda do título e da vaga na Série D, deixou o Remo mais uma vez sem calendário por um semestre inteiro. Nem os 29 mil pagantes no Mangueirão foram suficientes para dar ao Remo a força necessária para segurar o placar de 2 a 0, garantido até os 40 minutos do segundo tempo.

O Remo começou o campeonato em situação difícil, precisava a todo custo conquistar o título para sobreviver pelo resto do ano, caso contrário ficaria sem competições pelo terceiro ano (2009, 2011 e 2012). Depois de passar pelo comando de Sinomar Naves, Flávio Lopes era a última cartada. Ao final do segundo turno, o Remo deu a volta por cima e garantiu  vaga na final do Parazão para enfrentar o Cametá, mas caiu de forma incrível e o sonho virou pesadelo.

Na hora de achar um culpado, o técnico Flávio Lopes preferiu isentar todos de culpa, entretanto não escondeu a decepção. “Foi horrível, jogamos mal o primeiro tempo e a torcida vaiou. Consegui corrigir no intervalo, fizemos dois a zero, era o que a gente precisava com um a mais. Isso é pra matar qualquer um do coração”, desabafa e conclui em seguida. “O torcedor não merece isso. Nós fizemos gols, mas é difícil de explicar que com 7 minutos pra acabar a gente perca, deixamos escapar”.

Outro inconsolável era o presidente do clube, Sérgio Cabeça. “Eu vou até sair um pouco do sério, nunca faltou nada para o Departamento de Futebol. Nós ficamos envergonhados porque não conseguimos levantar a taça. Não foi negligência, falta de apoio, nada, simplesmente não tivemos competência faltando 5 minutos segurar o 2 a 0”, detona o cartola.

Agora, além de juntar os cacos da decisão, a diretoria terá que reinventar um clube sem moral e sem calendário oficial. Na falta de compromisso oficial agendado até dezembro deste ano, o que resta é lutar por uma vaga, sabe-se lá como, na competição nacional que estava em jogo. “Enquanto tivermos fôlego vamos brigar para que o Remo dispute a série D”, conclui Cabeça. (Diário do Pará)

Fonte: www.radioclubedopara.com.br

Deixe uma resposta

Você precisar fazer login para comentar.