Paysandu pode perder goleiro em dois jogos

17/05/2012

Nesta sexta-feira (18), o Superior Tribunal de Justiça Desportiva julga o goleiro Paulo Rafael, do Paysandu, pela sua expulsão na primeira partida das oitavas de final contra o Coritiba, em 26 de abril

De acordo com a súmula, o árbitro expulsou Paulo Rafael aos 46 minutos do segundo tempo, por ele ter “derrubado Rafael Silva, fazendo uso das mãos no corpo do adversário, dentro da área penal”. O goleiro já tinha sido advertido com o primeiro cartão amarelo aos 34 minutos também da segunda etapa.

Pela atitude do goleiro, a Procuradoria do STJD o denunciou com base no artigo 250 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), acusado de “praticar ato desleal ou hostil durante a partida”, que prevê suspensão de uma a três partidas, mas levando em conta a automática, já cumprida.

Paulo Rafael cumpriu a suspensão automática no jogo de volta diante do Coxa, no Mangueirão, mas se for punido de forma máxima, o goleiro ainda terá que cumprir dois jogos de gancho, desfalcando o Papão nos primeiros jogos da Série C do Campeonato Brasileiro, contra o Luverdense (27/5) e diante do Guarany/CE (2/6).

(DOL, com informações da Justiça Desportiva)

Fonte: www.radioclubedopara.com.br

Deixe uma resposta

Você precisar fazer login para comentar.