Paysandu ameaça tentar paralisar séries A e B

06/06/2012

Presidentes e representantes dos clubes que disputam as séries C e D do Campeonato Brasileiro se reuniram na tarde de terça-feira (5), no Rio de Janeiro, para discutir sobre o andamento das duas competições. Representada pelo seu diretor de competições, Virgílio Elísio, a CBF prometeu que vai tentar na manhã desta quarta-feira (6), junto ao STJD, acatar a liminar do Treze da Paraíba, que multa a confederação máxima do futebol brasileiro caso os campeonatos tenham início. Assim, as duas competições aconteceriam normalmente e a CBF pagaria a multa no final do campeonato.

O Treze busca na justiça a vaga que pertence ao Rio Branco (AC) para disputar a Série C do Campeonato Brasileiro. No ano passado, a equipe acriana, após ter o seu estádio interditado pelo Ministério Público, acionou a Justiça Comum e acabou desclassificada da competição. Um acordo posterior com a CBF, no entanto, permitiu o retorno do clube. Como ficou na quinta colocação da Série D, o time paraibano se sentiu prejudicado e, por isso, ingressou com uma ação pedindo a vaga junto ao STJD, onde foi derrotado por unanimidade. O Treze recorreu, então, à Justiça Comum e conseguiu uma liminar para disputar o campeonato.

Caso não haja acordo entre a justiça e a CBF, os clubes que disputam a Série C prometem entrar na Justiça Comum, pedindo as suspensões das séries A e B, em andamento desde o mês de maio. “Não é justo que a gente fique parado pela justiça, enquanto os outros clubes jogam normalmente seus campeonatos. Se a CBF não resolver, vamos querer que parem tudo”, desabafou Luiz Omar Pinheiro, presidente do Paysandu, clube diretamente envolvido, referindo-se aos jogos da Série A e B. As discussões envolvendo o caso só deverão retomar após a volta do presidente da CBF, José Maria Marin, que está nos Estados Unidos para acompanhar o jogo da SeleçãoBrasileira.

(Diário do Pará)

Fonte: www.radioclubedopara.com.br

Deixe uma resposta

Você precisar fazer login para comentar.