Berlusconi é chamado de herói por não vender Thiago Silva ao PSG

15/06/2012

Brasileiro esteve perto de ir para clube francês por

cerca de R$ 120 milhões

 

Silvio Berlusconi, ex-primeiro ministro da Itália (Foto: AP)Silvio Berlusconi, o ‘herói’ que manteve Thiago
Silva no Milan (Foto: AP)

 

O diretor executivo do Milan, Adriano Galliani, chamou de herói o presidente do clube e ex-chefe do governo italiano, Silvio Berlusconi, por decidir não vender o zagueiro brasileiroThiago Silva para o Paris Saint Germain. O vice-campeão francês fez uma oferta de € 46 milhões ( aproximadamente R$ 120 milhões) pelo brasileiro.

Galliani, inclusive, viajou a Paris para negociar com Leonardo, diretor técnico do clube francês e ex-treinador da equipe milanesa. Porém, depois que o Paris Saint Germain anunciou ter rompido as negociações com o clube italiano, o Milan comunicou que Berlusconi decidiu ficar com o jogador brasileiro de 27 anos.

– Eu me sinto muito melhor graças ao presidente Berlusconi. Acho que os torcedores do clube deviam agradecer a ele. Com Thiago Silva na equipe, o Milan perderá muito dinheiro, um dinheiro que Berlusconi cobrirá. É um ato de heroísmo. Venceu o coração, e não a razão – afirmou Adriano Galliani.

Galliani ainda fez um pedido à torcida: que apoie ainda mais o Milan na próxima temporada.

– Agora faço um apelo aos torcedores: é preciso lotar o estádio, porque quem protesta tem o direito de fazê-lo, mas tem também o dever de apoiar o time. Os sacrifícios devem ser de todos, e não apenas de uma pessoa – completou.

Por sua parte, o presidente da entidade lombarda, Silvio Berlusconi, acredita na possibilidade de “chegar a um acordo com uma pessoa fantástica como Silva”.

– A princípio, o PSG fez uma oferta muito interessante, mas olhamos o mercado e vimos que ele não tinha substituto – disse Berlusconi.

Thiago Silva comemora gol do Milan contra o Palermo (Foto: Reuters)Para a alegria da torcida do Milan, Thiago Silva, a princípio, fica (Foto: Reuters)
Fonte: Por GLOBOESPORTE.COM e agência de notíciasMilão, Itália

 

Deixe uma resposta

Você precisar fazer login para comentar.