Inter usa estratégia de não falar em Ganso e só aguardar

10/07/2012

O Inter só olha. Fica inerte, apenas observando, sem mover um músculo no caso Paulo Henrique Ganso. Não pretende tomar iniciativa alguma na negociação entre Grupo DIS e Santos, e só cogita de fato o meia porque o mecenas Delcir Sonda está por trás da negociação – de outro modo, não teria recursos para ter o camisa 10 da Vila. Mas essa pose de espera também tem o peito aberto, com os braços no ar, como se apenas esperasse o jogador para o abraçar.

Ninguém admite oficialmente que Ganso pode parar no Beira-Rio. Os dirigentes negam qualquer possibilidade tanto do jogador chegar a Porto Alegre quanto de Oscar deixar o clube gaúcho.

– Não tem nada sobre o Ganso. Nós não estamos na negociação, é algo entre o Sonda e o Santos, não temos nada a ver. Agora, se viesse, o receberíamos de braços abertos, claro, é um grande jogador – comento um dirigente colorado.

Está marcada para esta quarta-feira uma reunião da diretoria santista com os representantes do DIS. O presidente Luís Álvaro de Oliveira Ribeiro quer dar um ‘basta’ na questão e definir logo o futuro do meia, que não quis renovar com o Alvinegro.

O Santos tem 45% dos direitos do atleta, e vai ouvir nesta reunião uma proposta de Sonda, que detém o restante. Laor está irritado com a postura do jogador, que recusou um salário de R$ 420 mil e um plano de carreira semelhante ao de Neymar.

A multa rescisória de Ganso para clubes do Brasil é de cerca de R$ 60 milhões, mas o Santos aceitaria negociar seus 45% (cerca de R$ 27 milhões) por menos. Para o exterior, a multa é de cerca de R$ 125 milhões.

Leia mais no LANCENET! http://www.lancenet.com.br/minuto/Inter-estrategia-falar-Ganso-aguarda_0_734326562.html#ixzz20DxfDaUu
© 1997-2012 Todos os direitos reservados a Areté Editorial S.A Diário LANCE!

Deixe uma resposta

Você precisar fazer login para comentar.