Rivaldo critica técnico na Angola e ameaça se aposentar

12/09/2012

 

Campinas, SP, 12 (AFI) – Atuando no modesto futebol angolano depois de uma passagem frustrante pelo São Paulo, o meia Rivaldo, de 40 anos de idade, pode estar próximo de anunciar a sua aposentadoria. Campeão do mundo com a seleção brasileira em 2002, o veterano jogador não escondeu o seu descontentamento com o técnico do seu time em Angola, o Kabuscorp, e ameaçou deixar os gramados ao reclamar do fato de que será colocado na reserva pelo comandante no próximo jogo da equipe no Campeonato Angolano, o Girabola.

Rivaldo usou a sua página no Twitter para expressar a sua indignação com o treinador russo Victor Ivanovich Bondarenko. “A cada dia estou mais surpreso com o futebol. Nosso treinador vai deixar no banco os três melhores marcadores (fazedores de gol) da equipe, eu, Mpele Mpele e Sawu”, escreveu o craque, para depois completar em uma nova mensagem: “Nossa equipe fez até hoje 32 gols no Campeonato Girabola. Entre nós três, fizemos 22. E eu sou o vice-artilheiro do campeonato. Não entendo mais nada”.

Em seguida, o atleta destacou que a opção de Bondarenko de deixá-lo no banco é incoerente até por causa da filosofia ofensiva que o técnico vem implantando no Kabuscorp. “O treinador o que mais pede é para fazer gol, e agora faz isso. Depois dessas que estou vendo, acho mesmo que tenho que parar de jogar futebol”, admitiu.

Eleito o melhor jogador do mundo pela Fifa em 1999, quando vestia a camisa do Barcelona, Rivaldo também já defendeu Deportivo La Coruña, Milan, Olympiakos e Bunyodkor, do Usbequistão, no exterior. Já no Brasil, iniciou a carreira profissional no Santa Cruz, em 1991, antes de ir para o Mogi Mirim em 1992, um ano antes de se transferir para o Corinthians e logo depois, em 1994, passar a defender o Palmeiras. Ele ainda atuou pelo Cruzeiro, em 2004, para só voltar a jogar novamente no futebol nacional em 2011, pelo São Paulo.

Deixe uma resposta

Você precisar fazer login para comentar.