Marin quer mais jogos no Brasil para a seleção se acostumar com a pressão

26/09/2012

 

O presidente da CBF, José Maria Marin, afirmou nesta quarta-feira que deseja organizar mais amistosos da seleção brasileira no Brasil para acostumar o time de Mano Menezes com a pressão dos torcedores.

“É importante jogar no Brasil para se acostumar com a pressão. A Copa vai ser no Brasil e o time tem de se acostumar com a pressão de jogar em casa”, disse Marin, que está na Suíça, onde participa de conferência sobre a Copa das Confederações-2013 e o Mundial.

A seleção disputou três jogos neste ano no Brasil, justamente as últimas três partidas. Os duelos foram em São Paulo (Morumbi), Recife (Arruda) e Goiânia (Serra Dourada).

Nas capitais paulista e goiana, a equipe foi vaiada e o técnico Mano ainda ouviu parte dos torcedores pedir a volta de Luiz Felipe Scolari, demitido pelo Palmeiras.

Marin já havia dito na terça que não cogita mudar o comandante da seleção. “Apesar das vaias depois da vitória sobre a Argentina, o Mano fica [na seleção]”.

Mano passou a ser contestado especialmente após o fracasso na Copa América, quando o time foi eliminado pelo Paraguai. As criticas aumentaram com a derrota na final da Olimpíada para o México.

Nesta quinta-feira, às 15h, Mano vai convocar a seleção para os amistosos contra Iraque (dia 11 de outubro) e Japão (dia 16 de outubro). Antes, dia 3, o Brasil duela com a Argentina pelo jogo de volta do Superclássico das Américas, na Argentina.

www.radioclubedopara.com.br

Deixe uma resposta

Você precisar fazer login para comentar.