Flamengo 2 x 1 Atlético-MG – Massa flamenguista comemora no reencontro com Ronaldinho

27/09/2012

 

Rio de Janeiro, RJ, 26 (AFI) – Em jogo adiado da 14ª rodada do Campeonato Brasileiro, nessa quarta-feira, o Flamengo conseguiu a difícil missão de bater o Atlético-MG, no Estádio Engenhão. A vitória de 2 a 1 foi garantida com gols da dupla de ataque Vágner Love e Liedson.

Com essa vitória, o Mengão é agora o 10º colocado no campeonato, com 34 pontos, e se afasta ainda mais da incômoda zona do rebaixamento. O 11º é a Ponte Preta com a mesma pontuação do Rubro-Negro e logo acima vem o Cruzeiro, que tem um ponto a mais.

Já o Galo, segundo colocado, perde uma boa oportunidade de se aproximar do líder Fluminense. O Atlético tem 52 pontos, quatro a menos do que o Flu e três a mais do que o terceiro colocado, Grêmio. Agora, todos os 20 times do Brasileirão têm o mesmo número de jogos disputados, 26.

Mengão melhor no primeiro tempo
A torcida do Mengão recebeu o Galo e principalmente Ronaldinho Gaúcho, que deixou a Gávea no primeiro semestre desse ano, com muitas vaias e o barulho ensurdecedor de mais de 30 mil apitos que foram distribuídos entre os flamenguistas. Essa foi a primeira vez que o jogador, eleito melhor do mundo em 2004 e 2005 enfrentou o Flamengo depois de sua passagem pelo time rubro-negro.

E para alegria da massa, o Mengão começou melhor, indo pra cima e criando as melhores chances de ataque. Aos 20 minutos, o Flamengo abriu o placar com um lindo gol. Cléber Santana bateu um escanteio pela direita na cabeça de Gonzáles, a zaga do Galo rebateu e Cáceres cabeceou para que Vágner Love conseguisse, de meia bicicleta, completar para dentro do gol. Uma jogada com méritos para a improvisação e o faro de artilheiro do camisa 9 do Mengão.

O jogo do Atlético não estava dando certo e o time mineiro abusava das tentativas de ligação direta da defesa para o ataque, faltava ao alvinegro um toque de bola melhor no meio de campo. Já o Mengão, atacava com mais organização e defendia com segurança. Pelo volume de jogo do time da casa, o resultado de 1 a 0 no primeiro tempo saiu barato para o Galo e Ronaldinho Gaúcho, de quem se esperava muito, pouco produziu na primeira etapa.

Massa flamenguista comemora
O Galo voltou do vestiário querendo estragar a festa da torcida rubro-negra. Os mineiros foram com tudo para cima do Fla e, logo aos quatro minutos da etapa final, essa pressão já surtiu efeito. Ronaldinho bateu uma falta, a bola sobrou para marcos Rocha que cruzou para Réver. A bola ficou dividida e sobrou para o centroavante Jô. O camisa 9 bateu rasteiro e surpreendeu o goleiro Felipe do Flamengo, empatando o jogo.

Mas a alegria do torcedor atleticano não durou muito tempo. O dia era mesmo dos atacantes de área. Aos 12 minutos,Liedson, que também tem faro de gol, recebeu um cruzamento do volante improvisado na lateral direita, Wellington Silva. O ex-corintiano se jogou para completar de primeira e estufou as redes. Era o gol do desempate que colocava o Mengão na frente do placar.

Aos 28 minutos, a situação dos visitantes se complicou ainda mais. Em uma bola levantada na área, o zagueiro Réver agrediu o volante Cáceres com uma cotovelada e foi corretamente expulso pelo árbitro Jailson Macedo Freitas.

Com um a menos, o jogo se complicou muito e o Galo, que já estava desorganizado em campo, ficou ainda mais perdido. Tentando se mandar para o campo ofensivo, o Atlético dava espaços para o adversário. Aos 38 minutos, Cleber Santana arriscou de longe, o goleiro Victor se esticou todo, e a bola atingiu a trave.

Nos últimos minutos, os donos da casa administraram o resultado com certa facilidade devido à vantagem numérica em campo e somaram mais três pontos muito importantes no campeonato para alegria dos mais de 40 mil torcedores presentes ao Engenhão.

Próximos jogos
Na próxima rodada, o Atlético enfrenta a Portuguesa no Canindé, no próximo sábado às 18h30. Já o Flamengo faz um clássico carioca contra o Fluminense. O Fla-Flu será no domingo às 16 horas.

www.radioclubedopara.com.br

Deixe uma resposta

Você precisar fazer login para comentar.