Após ganhar estátua, Alex é dispensado do Fenerbahçe

01/10/2012

 

São Paulo, SP, 01 (AFI) – Ídolo consagrado com a camisa do Fenerbahçe, o meia Alex foi oficialmente dispensado pelo clube nesta segunda-feira. Ironia do destino, o jogador acabou rescindo o seu contrato com o time turco pouco mais de duas semanas depois de ter sido homenageado com uma estátua gigante, no último dia 15 de setembro, quando foi retratado com a camisa do time com o seu tradicional gesto de comemoração de gol.

Alex acabou sendo dispensado depois de supostamente ter entrado em atrito com o técnico do Fenerbahçe, Aykut Kocaman, conforme noticiou a imprensa local. O fato acabou colaborando para o meio-campista encerrar sua passagem vitoriosa pela equipe. Em oito anos no clube, ele foi conquistou três vezes o Campeonato Turco, levantou duas Supercopas da Turquia e uma Copa da Turquia.

Neste período, Alex marcou 170 gols e 330 partidas com a camisa da equipe e nesta segunda confirmou o fim de sua passagem pelo time por meio de sua página no Twitter. “Contrato rescindido! Obrigado a todos os turcos pelo carinho durante esses 8 anos. Mais uma etapa cumprida… obrigado a todos do Fenerbahçe”, disse o brasileiro.

Segundo relatos da imprensa turca, Aykut Kocaman teria inveja de Alex, depois de o brasileiro ter ultrapassado o próprio técnico como maior artilheiro da história do Fenerbahçe. Em agosto, por causa de supostas desavenças com o técnico, ele chegou a ser barrado de uma partida da equipe.

Pouco antes de Alex confirmar a rescisão contratual, o site oficial do Fenerbahçe publicou um breve comunicado, no qual evitou comentar os motivos que levaram o clube a dispensar o atleta. “Hoje, às 11 horas (5 horas de Brasília), o diretor técnico Aykut Kocaman comunicou a Alex a decisão de afastá-lo da equipe”, resumiu o clube.

Contratado em 2004, Alex era o capitão do Fenerbahçe desde 2007 e se tornou apenas o segundo jogador da história do clube a ser imortalizado com uma estátua. Agora, porém, encerrou de forma surpreendente a sua passagem pelo time turco.

Agora livre para acertar com outros clubes, Alex tem boa chance de voltar a atuar no futebol brasileiro, e o Palmeiras e o Cruzeiro, clubes pelo qual teve maior sucesso no País, aparecem como destinos mais prováveis do jogador. Com a camisa palmeirense, o meia foi campeão da Copa Libertadores de 1999, da Copa do Brasil e da Copa Mercosul de 1998 e da Copa Mercosul de 2000. Já pelo time cruzeirense, ele faturou o Brasileirão de 2003, ano em que também ganhou a Copa do Brasil e o Campeonato Mineiro pela equipe, antes de voltar a se sagrar campeão estadual em 2004.

O Palmeiras, que já assegurou vaga na Libertadores de 2013, deverá tentar usar a participação na competição continental como forte atrativo para seduzir Alex, depois de não ter sucesso em tentativas anteriores de repatriar o atleta.

Hoje com 35 anos de idade, Alex iniciou a sua carreira no Coritiba, que o revelou para o futebol brasileiro, e o jogador já disse que poderia encerrar a sua carreira com a camisa do clube. O time hoje está na luta direta para se livrar do rebaixamento do Campeonato Brasileiro e a permanência na elite seria considerado um fator importante para o possível retorno ao clube.

www.radioclubedopara.com.br

Deixe uma resposta

Você precisar fazer login para comentar.