Neymar supera Garrincha em número de gols pela seleção e tieta Kaká

16/10/2012

 

Com dois gols na vitória por 4 a 0 sobre o Japão nesta terça-feira, Neymar atingiu uma marca histórica no futebol brasileiro. O atacante santista chegou a 16 gols em 25 jogos representando o Brasil, e assumiu a 24ª posição na lista dos maiores artilheiros da história da seleção, ultrapassando ninguém menos do que Garrincha. Mas, de acordo com ele próprio, o ídolo da equipe é outro.

Se uma simples espiadela em sua conta no site de compartilhamento de fotos Instagram já poderia dar provas de como Neymar recebeu Kaká na seleção brasileira (há pelo menos duas imagens de abraços e gracinhas), o atacante do Santos deu uma demonstração ainda mais pública de tietagem ao comentar, na zona mista do Miejski Stadion, seu relacionamento com o veterano de três Copas do Mundo.

“O entrosamento está maravilhoso. Sou até suspeito para falar do Kaká. É um dos meus ídolos e fico muito feliz de ter a oportunidade de jogar ao lado dele na seleção. É jogar com um craque e nossa parceira tem tudo para ficar ainda melhor’’, afirmou Neymar.

Foi um interessante exercício de observação acompanhar Kaká e Neymar dentro e fora de campo. No gramado da arena de Wroclaw, os dois pareciam ter passado juntos mais do que os nove dias da excursão. Comandaram um assalto à defesa japonesa que ajudou a esfriar o início de partida voluntarioso da equipe asiática, que vinha embalada pela vitória sobre a França em Paris.

Essa deslanchada ontem foi importante para compensar uma partida de certa forma apagada de Oscar. “Não foi um jogo nada fácil. O começo estava complicado, os caras tiveram duas ou três chances e aí conseguimos achar um gol com o Paulinho”, completou o atacante do Santos.

Na saída do vestiário, porém, Kaká e Neymar não poderiam ter se mostrado mais diferentes. O meia do Real Madrid ainda trajava o uniforme de concentração da seleção brasileira, ao passo que o atacante do Santos deixou o estádio pronto para uma balada, trajando uma combinação de calça jeans, camiseta preta com a figura de um tigre e um camisão verde-oliva, além de um gorro fashion.

Mas foram os dois quem organizaram a homenagem ao lateral-esquerdo Marcelo, que no domingo foi cortado da seleção ao sofrer no treino uma fratura no pé direito que poderá deixá-lo três meses sem jogar. Ao lado de David Luiz e Sandro, posaram para uma foto ao lado de um caricatura do atleta do Real Madrid recebida de presente de uma fã na porta do hotel em Wroclaw. O lateral é colega de equipe de Kaká na Espanha e na seleção, por causa da idade, formou uma dupla de concentração inseparável com Neymar – nas palavras do próprio atacante do Santos.

‘’(A contusão) Foi um momento difícil para o Marcelo e quisemos dar uma força para ele’’, explicou Neymar.

Com os dois gols de ontem, o atacante do Santos se isolou ainda mais como artilheiro da era Mano, com 16 gols. E se o esquema sem centroavante de Mano vingar, a distância só tende a aumentar – Leandro Damião é quem vem em segundo…

www.radioclubedopara.com.br

Deixe uma resposta

Você precisar fazer login para comentar.