Ganso garante que trabalha para reforçar São Paulo ainda em 2012

25/10/2012

 

São Paulo, SP, 25 (AFI) – O meia Paulo Henrique Ganso respira aliviado. Sua ansiedade para voltar a jogar futebol e estrear pelo São Paulo estão próximas do fim. Embora ainda não tenha uma data definida para ser liberado para atuar, o meia está em fase final de recuperação de uma lesão muscular na coxa esquerda. E diz que pretende voltar a campo ainda nesta edição do Campeonato Brasileiro.

“Já estou no trabalho final de preparação com toda a equipe de fisioterapeutas e médicos. Está bem próximo, não posso dizer a data porque não tenho uma certeza, mas está bem próximo. O próximo passo é treinar com bola, fazer alguns deslocamentos e depois finalmente passar a treinar com o grupo. Estamos trabalhando para estar em campo ainda no Brasileiro e poder ajudar a equipe nessa reta final de competição”, afirma.

Ganso garante estar motivado para voltar aos gramados, depois de um ano tumultuado, com lesões e uma cansativa negociação para deixar o Santos. “Tem de se tirar algo de positivo [das lesões], é preciso trabalhar duro e pensar nas coisas boas que esses retornos podem te trazer”.

“Penso sempre na chance de voltar a jogar, de disputar e conquistar títulos, voltar jogando bem dentro de campo. Quando você vê esses resultados dentro de campo, consegue colocá-los em prática, todos aqueles sacrifícios que você fez no passado acabam ficando pequenos e você conclui que valeu a pena se esforçar tanto”, declara.

Ganso acredita que a atual lesão deve ser a última entre as mais graves que sofreu por conta do intenso trabalho de fisioterapia realizado no São Paulo. “Estamos trabalhando para isso ter fim e não acontecer nunca mais, por isso esse período maior de fisioterapia, fortalecimento muscular e de trabalho para igualar a potência das duas pernas. A ideia é ter isso bem definido de uma vez por todas para que essas pequenas lesões que me atrapalharam não voltem a aparecer. A expectativa é que tenhamos sucesso”, confia.

Fonte: www.radioclubedopara.com.br

Deixe uma resposta

Você precisar fazer login para comentar.