CBF escolhe Felipão como novo técnico da seleção; treinador volta ao time após 10 anos

28/11/2012

 

Dez anos após conduzir a seleção brasileira ao pentacampeonato mundial no Japão e na Coreia do Sul, o técnico Luiz Felipe Scolari está de volta ao comando do combinado nacional. O anúncio oficial e a apresentação do treinador ocorrerão nesta quinta-feira, às 10h30, na sede da CBF.

O comandante do penta está em São Paulo, neste momento. Veio de Porto Alegre, segundo me contou um amigo do treinador. Felipão vive um drama pessoal. A mãe, dona Leda, está internada em Passo Fundo, Rio Grande do Sul.

Escolhido para substituir Mano Menezes, surpreendentemente demitido na última sexta, Felipão volta à seleção com total apoio dos dirigentes paulistas que dirigem atualmente a CBF (Confederação Brasileira de Futebol): o presidente José Maria Marin e o vice Marco Polo del Nero (que também é presidente da Federação Paulista).

Segundo o UOL Esporte apurou, Felipão vem sendo sondado pelos cartolas desde agosto, quando o Brasil foi vice-campeão dos Jogos Olímpicos de Londres.

“Quando o Brasil caiu nas Olimpíadas, os escudeiros do Felipão aqui dentro [do Palmeiras] já falavam que precisariam procurar apartamento no Rio [sede da CBF]. O Felipão e o Galeano morriam de dar risadas. Desde aquela época, o Felipão já fala que é sondado”, disse à reportagem um funcionário do Palmeiras ainda ligado ao técnico. “Hoje o pessoal aqui comemorou. Agora estão na expectativa de irem junto”.

Cotado para a vaga de Mano antes mesmo da queda de seu conterrâneo gaúcho, o treinador de 64 anos reassume o comando do Brasil empurrado pelo apoio popular, mas desgastado por seus últimos trabalhos à frente de clubes e seleções.

Após conquistar o pentacampeonato com o time brasileiro em 2002, Scolari transferiu-se para a seleção de Portugal, onde seu principal mérito foi recolocar os lusitanos no mapa mundial graças ao vice-campeonato da Eurocopa 2004 e ao quarto lugar na Copa do Mundo de 2006.

Depois de deixar Portugal, porém, Felipão não voltou a ter êxito por onde passou. No Chelsea, foi derrubado internamente menos de um ano após assumir o comando da equipe inglesa. Em 2009, migrou para o inexpressivo futebol uzbeque, onde dirigiu o Bunyodkor.

O retorno ao futebol brasileiro se deu no segundo semestre de 2010, quando Scolari reassumiu o Palmeiras que ele mesmo havia conduzido aos títulos da Copa do Brasil-1998 e da Libertadores-1999. A nova passagem, porém, não foi frutífera. Apesar de conquistar a Copa do Brasil neste ano, Felipão foi demitido durante o Campeonato Brasileiro e foi apontado como um dos principais responsáveis pelo rebaixamento do time alviverde à Série B.

Fonte: www.radioclubedopara.com.br

Deixe uma resposta

Você precisar fazer login para comentar.