Dribles e arrancada são trunfo de Neymar pelo bi em prêmio de gol mais bonito

07/01/2013

 

 

Ainda fora da disputa ao prêmio da Bola de Ouro ao melhor jogador do mundo, Neymar tenta ao menos repetir a última premiação da Fifa e deixar Zurique com o bi do prêmio Puskas, dedicado ao autor do gol mais bonito de 2012.

“O Neymar já ganhou no ano passado e está na disputa de novo. É bom para o futebol brasileiro e também para o futebol mundial, pois premia o jogador mais ousado. Qualquer um que vença será merecedor”, disse Ronaldo, eleito o melhor do mundo por três vezes (1996, 1997 e 2002).

Neste ano o brasileiro concorre com um gol construído bem ao seu estilo. Contra o Internacional, pela Libertadores de 2012, Neymar partiu do campo de defesa do Santos e só parou nas redes do rival. Seus concorrentes deste ano buscam o prêmio com gols bem diferentes.

 

Falcao García, colombiano do Atlético de Madri, e Miroslav Stoch, eslovaco do Fenerbahce, precisaram de um toque na bola para marcar dois golaços. O primeiro, num amistoso da sua equipe contra o América de Cali em seu país, acertou um voleio impressionante após escanteio cobrado pelo brasileiro Diego.

O gol de Stoch também teve participação brasileiro. Em partida contra o Genclerbirligi pela Copa da Turquia, Alex cobrou escanteio para fora da área e o eslovaco acertou um chute primoroso de fora da área.

Fonte: ig.com.br

Deixe uma resposta

Você precisar fazer login para comentar.