Paulo Nobre descarta contratação de Riquelme.

24/01/2013

Riquelme (Foto: Alexandre Loureiro) 

O meia Riquelme não será mais contratado pelo Palmeiras. Quem fez o anúncio foi o novo presidente do clube, Paulo Nobre, na apresentação do diretor-executivo José Carlos Brunoro, na Academia de Futebol, nesta quinta-feira.

Segundo o mandatário, o Alviverde não tem condições de bancar a chegada do argentino, considerado muito caro pelo dirigente. Para ele, havia muitas dúvidas sobre a condição do astro e seria irresponsabilidade contratá-lo pelos valores acertados.

– Conversamos com o treinador. Eu, Brunoro e Kleina. Ninguém põe em dúvida o grande jogador. Mas estamos em um processo de profissionalização, o clube enfrenta problemas financeiros. Os profissionais que estamos trazendo têm custo. Trazendo custo, não pode fazer loucura no futebol. Enterra o projeto do início. O Palmeiras não se pode dar ao luxo de trazer um jogador ao preço que ele vale. Não tínhamos avaliação física e não tive contato com ele para saber da motivação. Então, já parou na primeira variável. Não temos o direito. Torcedor está fazendo pressão para aque ele venha, lógico que gostaríamos de contar. Mas dirigente tem de ter responsabilidade. Estamos fazendo o que julgamos melhor para a instituição. Só assim vamos sair disso – declarou.

O antigo presidente, Arnaldo Tirone, já havia deixado tudo acertado com Riquelme em reunião realizada na Argentina, na última semana. O contrato dele, inclusive, já estava sendo redigido entre os advogados do clube e do atleta.

O Palmeiras oferecia um vínculo de até de três anos, dependendo da produtividade do jogador, e salários de R$ 420 mil por mês. Houve um pedido maior por parte dele e, na última reunião, o clube cedeu e houve o acerto. Porém, ficou combinado que o novo presidente decidiria se ele seria contratado, o que não aconteceu.

Na última quarta-feira, os torcedores chegaram a fazer um abaixo-assinado pedindo a Nobre a chegada de Riquelme, mas não deu resultado.

Fonte: Lancenet

Deixe uma resposta

Você precisar fazer login para comentar.