Jogo “Re x Fla” também terá segurança reforçada

26/02/2013

 

O jogo entre Clube do Remo e Flamengo valendo pela primeira rodada da Copa do Brasil, dia 03 de abril, no estádio Edgar Proença, o Mangueirão também seguirá o mesmo modelo adotado no Re x Pa do último domingo (24).

O Juizado Especial Itinerante julgou e sentenciou a penas alternativas 18 dos 26 detidos durante a partida válida pelo primeiro turno do campeonato paraense. As detenções resultaram da operação integrada, que mobilizou os Sistemas Judiciário e de Segurança Pública do Pará, realizada para garantir a segurança do público e a aplicação do Estatuto do Torcedor. A esperiência do Juizado Itinerante deverá servir de modelo para a instalação, no Pará, de um Juizado Especial específico, destinado a delitos cometidos em locais de competições esportivas.

Os resultados da operação foram divulgados nesta segunda-feira (25), em entrevista concedida na sede da Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup), em Belém. Presidida pelo titular da Segup, Luiz Fernandes Rocha, a reunião contou com representantes dos órgãos estaduais de Segurança Pública; da Secretaria de Inteligência e Análise Criminal; Secretaria de Estado de Esporte e Lazer (Seel); do Tribunal de Justiça do Pará (TJE); Ministério Público Estadual (MPE); da Defensoria Pública; Polícia Rodoviária Federal e órgãos da Prefeitura Municipal de Belém, como Secretaria de Economia (Secon); Guarda Municipal e Autarquia de Mobilidade Urbana de Belém (Amub), que realizaram ações preventivas e repressivas antes, durante e após o jogo. Todos avaliaram como positivas as ações realizadas.

Detenções – No sábado (23), dois cambistas foram flagrados vendendo ingressos próximo ao “Mangueirão”. Ambos foram detidos e autuados. No domingo, durante o jogo, dois adultos e sete adolescentes foram flagrados fazendo apologia às torcidas organizadas nos arredores do estádio. Outros três adultos e 13 adolescentes estavam promovendo desordem. Um dos homens portava um facão, e outro rapaz foi flagrado fumando maconha dentro do estádio.

REFORÇANDO

Para os próximos dois jogos entre Remo e Paysandu, no próximo domingo (3) e no dia 17 de março, pelo segundo turno do campeonato paraense, e ainda no dia 3 de abril, na partida entre Remo e Flamengo, pela Copa do Brasil, será posto em prática o mesmo planejamento operacional, que servirá de modelo, segundo o juiz Cristiano Arantes, para a instalação de um Juizado Especial específico para sentenciar delitos em locais de competições esportivas no Pará.

(DOL com informações da Agência Pará)

Deixe uma resposta

Você precisar fazer login para comentar.