Um gol no final salvou o Cametá

25/03/2013

 

Em seu último compromisso diante da torcida, o Cametá empatou por 2×2 com o Santa Cruz de Cuiarana. Marcaram Landu e Sandro para o Mapará e Ratinho e Reis para o Tigrão do Salgado. O resultado tirou as chances de classificação do Cametá, que passa a se concentrar somente na briga contra o rebaixamento, onde tem dois pontos de vantagem sobre Tuna e Águia. Já o Santa Cruz segue em quarto. O time perdeu a chance de encaminhar bastante a sua classificação com uma vitória e agora vai tentar defender sua vaga na última rodada, enfrentando o Paysandu lá mesmo no Parque do Bacurau.

O jogo começou de forma equilibrada. Jogando com escalações muito parecidas com as da rodada anterior, o Cametá via em Tetê e Welber suas principais opções para chegar ao ataque, enquanto o Santa tentava chegar nos avanços de Reis e Fumagalli. O jogo permaneceu equilibrado até o Cametá abrir o placar. Aos 33, Vélber encontrou Landu dentro da área, o arqueiro Marcelo Bonan tentou se antecipar mas não conseguiu impedir o gol do folclórico atacante. A partir daí, a torcida passou a jogar junto e o Cametá dominou a partida, perdendo pelo menos mais duas chances até o final do primeiro tempo.

Na segunda etapa, Sinomar apostou na mudança e lançou Ratinho no lugar de Tiago Floriano. E foi por meio de Ratinho que o Tigrão chegou ao empate aos 22 do segundo tempo, num belo voleio do atacante no cruzamento de João Rodrigo. O Cametá sentiu o golpe e acabou sofrendo o gol da virada aos 33 após Reis finalizar de dentro da área. Os donos da casa passaram a buscar o empate de forma desesperada, mas o Santa Cruz não abria muito espaço para o adversário jogar. No último lance da partida, o volante Sandro arriscou um chute do meio de campo e acabou fazendo um golaço, empatando o jogo e levando a torcida ao delírio.

(Diário do Pará)

Deixe uma resposta

Você precisar fazer login para comentar.