Flávio Araújo repetirá esquema tático da vitória?

22/04/2013

 

Alegando problemas de saúde, o técnico Flávio Araújo não concedeu entrevista coletiva pós-vitória em cima do rival Paysandu, na noite do último sábado. Somente na manhã de hoje é que Flávio Araújo irá conversar com os jornalistas. O principal questionamento será em que momento o treinador decidiu armar o time no 3-6-1, depois de treinar com dois sistemas táticos diferentes, ao longo da semana que antecipou o jogo?

Ao que tudo indica, o aval dado pelo departamento médico ao zagueiro Carlinho Rech foi fundamental para a decisão de última hora. O atacante Branco, que seria titular ao lado de Val Barreto, foi para o banco e Rech entrou no posto dele. “O professor Flávio (Araújo) é um cara muito inteligente e um treinador estrategista. No dia do jogo (sábado), ele chegou para mim e disse: ‘Você seria titular, mas o departamento médico liberou o Rech e eu quero entrar com ele no seu lugar. Vamos ficar só com um atacante’. Eu disse pra ele: ‘Professor, nós somos um grupo e todos querem ser campeões’”, revelou Branco.

A mudança acabou dando certo. O Remo teve outra postura em campo e fez uma partida convincente, como não fazia há certo tempo. Ousadia por parte de Flávio em um momento crítico. Afinal, se tivesse perdido, a formação do 3-6-1, certamente seria crucificada. Mas, após o 2 a 1 em cima do Paysandu, resta saber se, enfim, Araújo encontrou o esquema tático mais adequado para o seu time.

Três fora do próximo Re x Pa

Apesar do Clube do Remo sair com moral e a vantagem do empate, para o jogo decisivo do próximo sábado, Flávio terá três importantes desfalques. O setor defensivo é o que mais preocupa, já que dos desfalques acumulados, dois são zagueiros: Mauro e Carlinho Rech levaram o terceiro cartão amarelo. Em compensação, Zé Antônio volta de suspensão. Ao lado de Henrique e do garoto das categorias de base Yan, este é o trio disponível para a zaga. O atacante Val Barreto é o terceiro que não jogará a semifinal. Com a nova escalação adotada por Araújo, é provável que Branco seja titular.

Outra novidade pode ser a recuperação do lateral-esquerdo Berg. O titular da posição foi substituído pelo prata da casa Alex Ruan diante do Paysandu. A partir da manhã de hoje, o comandante azulino tem cinco dias de treinamentos para decidir a onzena que se reencontra com o arquirrival. “Temos que continuar com os pés no chão, porque ainda não ganhamos nada e o Paysandu é um grande adversário. O professor Flávio é um grande treinador e sabe o que faz”, confia Alex Ruan.

(Diário do Pará)

Deixe uma resposta

Você precisar fazer login para comentar.