Paulo Rafael volta a falhar no gol bicolor

29/05/2013

 

Como se não bastassem os erros da arbitragem do trio potiguar comandado por Ítalo de Azevedo e de seus assistentes Izac Oliveira e Vinícius de Lima na partida de ontem (28), contra o Ceará, outros atributos individuais contribuíram para a derrota do Papão.

O goleiro bicolor Paulo Rafael sempre foi um dos bons exemplos de jogadores preciosos que surgiram do amador de clubes da capital enfrentando dificuldades, mas que conseguiram triunfar vestindo a camisa do time profissional e marcando a identidade que tem com a instituição justamente por ser cria das categorias de base.

Mas a história do defensor ultimamente não tem se destacado apenas pelo tempo em que está na Curuzu e nem pela sua contribuição nas partidas. O jovem atleta  não está passando por uma boa fase no arco alviceleste. Paulo Rafael entrou na partida de ontem (28) contra o Ceará no estádio Presidente Vargas aos 16 minutos do segundo tempo, logo após o titular Zé Carlos sentir contusão e necessitar de atendimento médico. Na etapa final, o jogo seguia equilibrado até os 22 minutos, quando aconteceu a falha do goleiro. Num chute despretensioso, ele tentou agarrar a bola, mas não conseguiu e soltou nos pés de Mota, que fez 1 a 0.

Há um mês, Paulo Rafael já havia sido protagonista negativo de um lance crucial em partida valendo pela semifinal do segundo turno do Parazão, contra o rival, Clube do Remo. Na partida, o meia Clébson do time azulino havia acabado de entrar no jogo quando tentou de fora da área um chute aparentemente defensável, mas o goleiro, que afirmou ter tido a visão encoberta no lance, não conseguiu defender e o Paysandu acabou sendo eliminado daquela fase do certame.

(Ronald Sales/DOL)

Deixe uma resposta

Você precisar fazer login para comentar.