Diretoria dispensa preparador físico e gerente

26/08/2013

 

A derrota para o Icasa-CE rendeu proporções preocupantes nos bastidores do Paysandu. Depois de mais uma chuva de críticas sobre a postura da diretoria em relação ao elenco e comissão técnica, o presidente do clube, Vandick Lima, resolveu tomar uma atitude drástica: a dispensa do preparador físico Wellington Vero e do gerente executivo de futebol Oscar Yamato (foto).

Depois de seis atletas liberados, a barca do adeus ultrapassa as quatro linhas. “Culpa todos nó temos. Não estamos tirando eles por entender que sejam os principais culpados”, esclarece o presidente.

Yamato estava no Paysandu desde dezembro do ano passado. Ele foi o responsável pelas contratações de João Neto, Zé Carlos, Rodrigo Alvim, Diego Bispo, Zé Antônio, entre outros. “Conversamos com o Oscar sobre a dificuldade que a equipe enfrenta no campeonato e que era preciso uma mudança no futebol. Ele entendeu, e vai seguir a vida dele nos deixando uma boa impressão enquanto esteve aqui”.

O ex-gerente concedeu entrevista exclusiva ao Bola, na edição de ontem, parecendo prever o que estava por vir. “Dentro das situações, a diretoria talvez não satisfeita poderia chegar e fazer um acerto comigo, me liberando. Eles têm essa liberdade”, afirmou.

Sobre a saída de Wellington Vero, Vandick ressalta que o profissional esteve presente nas maiores conquistas do clube, mas que no momento o Paysandu precisa de transformações e vai pessoalmente fiscalizar quem entra e quem sai da Curuzu. “A princípio, vou trazer o (Antônio) Pompeu para ficar aqui. Vou conversar com o Arturzinho para saber das necessidades. Quanto ao executivo, pode até vir outro, mas é difícil. Eu, como presidente e ex-jogador, vou ficar mais à frente disso”, finaliza.

(Diário do Pará)

Deixe uma resposta

Você precisar fazer login para comentar.