Papão perde com protesto violento de torcedores

19/10/2013

 

Bombas, spray de pimenta e muita confusão decretaram o fim da partida entre Paysandu e Avaí-SC aos 36 minutos do 2º Tempo, quando o time catarinense vencia o jogo por 2 a 0. A partida ocorreu no estádio da Curuzu, em Belém, e valeu pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. Mesmo interrompida antes do final, a partida foi considerada encerrada e o placar válido pelo árbitro, que está amparado pelo Regulamento Geral de Competições da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), em seu artigo 22º, que determina que os jogos que terminam após os 30 minutos do 2º Tempo terão placar validado.

O resultado do jogo manteve o Papão na 18ª posição da Segundona – zona de rebaixamento -, com 29 pontos, mas podendo cair para 19º caso o São Caetano-SP vença o Icasa-CE em São Paulo na noite do sábado (19). A vida do Bicola pode se complicar ainda mais caso o Atlético-GO e o ABC-RN conquistem vitórias em seus jogos também marcados para o sábado (19).

Além de ficar mais difícil de escapar da Série C, os protestos promovidos por setores da torcida bicolor podem implicar em uma severa punição ao Paysandu, com multas e perda de mandos de campo.

O JOGO

Precisando vencer a qualquer custo, o Bicola iniciou o jogo para frente e pressionando o time adversário. Aos dois minutos, Eduardo Ramos cobrou falta para a área e Diego fez boa defesa para evitar o gol. Logo aos três minutos, Dennis recebeu cruzamento e cabeceou para fora.

Eduardo Ramos era o dono do jogo e aos 14 minutos chutou de fora da área no alto, após tentativas de Zé Antônio e Marcelo Nicácio. O goleiro Diego salvou o gol bicolor.

A melhor chance do Bicola no jogo foi aos 35 minutos. Eduardo Ramos tabelou com Nicácio na entrada da área e depois tocou para Dennis, que chegou chutando de primeira para defesa de Diego.

No segundo tempo, o Papão iniciou no mesmo ritmo e logo aos dois minutos Eduardo Ramos acertou um chute na trave.

Mesmo mandando no jogo, o Papão pagou por um erro individual do lateral-esquerdo Gilton. Após perder a bola na entrada da área, aos sete minutos, Marquinhos colocou Cleber Maia na área pela direita e ele cruzou para Betinho empurrar para o fundo do gol.

O gol foi uma ducha de água fria no time bicolor, que passou a errar muitos passes e ficou visualmente abatido, perdendo o poder de pressão e fogo que vinha imprimindo durante toda a partida.

O segundo e último gol do Avaí saiu aos 27 minutos. Após Matheus salvar na primeira tentativa de Marcio Diogo, Cléber Santana recebeu a bola, passou por dois marcadores dentro da área e chutou de bico para ampliar o marcador.

Depois do segundo gol catarinense, o grupo denominado Torcida Bicolor, antiga Terror Bicolor, foi para trás do banco de reservas do Papão e começou a protestar ameaçando invadir o gramado e jogando muitos objetos para o campo de jogo. Com toda esta situação, o árbitro resolveu paralisar a partida até que a normalidade voltasse.  Porém, mesmo com a Polícia Militar garantindo que havia segurança, os atletas das duas equipes pediram ao árbitro para que encerrasse o jogo.

PRÓXIMO JOGO

O próximo jogo do Papão na Série B será na próxima terça-feira (22), às 19h30, contra o ABC-RN, em duelo não realizado pela 29ª rodada. O confronto está marcado para o estádio da Curuzu, mas não é certo que permaneça no mesmo local por causa da grande confusão ocorrida na noite desta sexta-feira (18).

(Felipe Melo/DOL)

1 resposta a Papão perde com protesto violento de torcedores

Deixe uma resposta

Você precisar fazer login para comentar.