Fantasma de 1999 precisa ser exorcizado

23/11/2013

 

(foto – Edinho Campos/C. A. Bragantino)

O confronto com o Bragantino, já disputado por quatro vezes no Brasileiro  das Séries C e B, não traz boa recordação à torcida do Paysandu. O Massa Bruta, alcunha do time paulista, é uma espécie de carrasco bicolor. Em quatro partidas, o Braga obteve três vitórias e um empate. Entre as derrotas está a de 1999, que representou o rebaixamento do Papão à Série C do Nacional do ano seguinte. A queda bicolor só não foi concretizada em função da virada de mesa promovida pelo Gama-DF na justiça, o que obrigou a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) a criar, em 2000, a Copa João Havelange.

Assim como a de hoje, a partida em que o Paysandu foi “rebaixado” pelo Braga aconteceu num sábado, dia 30, só que do mês de outubro. O Papão recebeu o time paulista, também no mesmo local do jogo da tarde, o Mangueirão, precisando vencer para se manter na Série B. Mas, surpreendentemente, o Massa Bruta acabou vencendo por 1 a 0, gol de Sandro Gaúcho. O time alviazul ainda teve a chance de balançar a rede adversária, contudo, Aeucione desperdiçou a cobrança de um pênalti.

Os jogadores mais jovens do elenco do Paysandu, casos de Pablo, Pikachu e Djalma, todos com 21 anos, sequer recordam do episódio. “Eu era criança”, diz Djalma. “Mas agora, neste jogo, vamos tentar escrever uma outra história”, prometeu. Para Pikachu, o que importa, agora, é conseguir a vitória para livrar o Papão da queda. “O que passou não vai mais voltar”, afirmou. “O nosso pensamento está no presente, com o nosso time precisando vencer”, comentou

(Diário do Pará)

Deixe uma resposta

Você precisar fazer login para comentar.