Falta de laudos pode atrapalhar o Parazão 2014

26/12/2013

 

A falta de estádios em condições de utilização pode provocar um problema logo no início do Campeonato Paraense de Futebol 2014. A competição tem data para começar no dia 12 de janeiro, mas as condições das praças esportivas podem atrapalhar este planejamento.

Uma vistoria do Corpo de Bombeiros indicou que a grande maioria dos estádios do Pará não tem condições de uso, com problemas estruturais que ameaçam a segurança dos torcedores. O estádio Evandro Almeida, o Baenão não entra nesta questão por conta da reforma que vem sendo realizada, mas o Leônidas Castro, a Curuzu e o Edgar Proença, o Mangueirão, têm os seus respectivos laudos de segurança, vigilância sanitária com data de vencimento em janeiro. Situação que preocupa a Federação Paraense de Futebol (FPF).

A situação dos estádios do interior são ainda mais preocupantes. “Apenas dois estão em plenas condições, o Zinho Oliveira, em Marabá e o Parque do Bacurau, em Cametá, têm os seus Laudos de Vistoria de Engenharia (LVE) em dia. Os demais, como o Navegantão, em Tucuruí e Arena Verde, em Paragominas estão com os seus laudos vencidos . Em Salinas a situação é pior. O estádio Mário Couto Neto não tem sequer nenhum dos laudos para dar condições de uso da praça esportiva”, afirma Cláudio Santos, diretor de fiscalização de estádios.

Diante disso, o diretor resolveu reunir os clubes envolvidos no Parazão para comunicar que os estádios que não apresentarem os documentos solicitados não poderão sediar jogos. Prevendo este contratempo, a FPF visa adotar uma providência caso a questão não seja resolvida em tempo hábil. Alguns estádios que receberam partidas da primeira fase do campeonato poderão ser utilizados. É o caso do estádio Maximino Porpino, em Castanhal e do estádio Edilson Abreu, em Santa Isabel do Pará.

Outra alternativa mais radical também pode ser a realização de alguns jogos sem a presença de público nas arquibancadas para garantir a segurança.

(Ronald Sales/DOL)

Deixe uma resposta

Você precisar fazer login para comentar.