VIOLÊNCIA NOS ESTÁDIOS – Victor Barra

28/02/2014

 

Em casa, na rua, no lugar de trabalho e até nos estádios de futebol, a violência procura aparecer, denegrindo a imagem dos envolvidos e deixando sequelas irreversíveis. Nos estádios de futebol, a violência se destaca, manchando gerações.

Recentemente, fomos expectadores de cenas lamentáveis no futebol brasileiro. Na última rodada da 1ª divisão do campeonato brasileiro, quando jogaram Atlético Paranaense e Vasco da Gama, foram registradas imagens de muita pancadaria nas arquibancadas, eternizadas na memória dos envolvidos e expectadores. Teoricamente, as torcidas organizadas são os pivôs das confusões generalizadas, agendando confrontos com suas rivais, e nos estádios fazem o uso freqüente de palavrões durante os cantos, especialmente quando se referem aos rivais, os quais também são vítimas de provocações e chacotas. Mas, a falta de organização dos esquemas de segurança nos estádios acaba beneficiando a toda e qualquer confusão, principalmente em clássicos regionais.

Na Europa, há vários casos registrados na história, entretanto, medidas eficazes foram tomadas e resolveram rapidamente a situação. No Brasil, ir ao estádio de futebol é motivo de preocupação, tomando conhecimento dos problemas carregados por gerações, que são exibidos nas emissoras de televisão. Campanhas e campanhas foram implementadas, mas não alcançaram os seus objetivos. De fato, futebol é um esporte, e o esporte é um lazer com aspecto familiar, onde todos querem participar e vibrar, porém são afastados com medo da morte.

Para por fim nesse aspecto negativo, é necessário investir na segurança dos estádios, a privatização seria uma das saídas. A abolição de vez das torcidas organizadas, ou pelo menos a criação de leis que façam punições severas aos responsáveis, também seriam viáveis.

Fonte: Victinho Barra

www.facebook.com/folha.peladeira

2 respostas a VIOLÊNCIA NOS ESTÁDIOS – Victor Barra

  1. É uma honra ver o meu texto sendo divulgado nesse site, valeu galera!

  2. Fantástico texto, Victinho Barra! Foste preciso nas colocações e sintetizou bem o que lamentavelmente vem ocorrendo no nosso futebol em nível nacional. Quando vejo por aí “torcedores” com camisas de facções me pergunto: “Cadê o Ministério Público? Cadê a ação rigorosa da Polícia, seja civil ou militar? Onde estão os responsáveis em coibir essa barbárie?”. Simplesmente somem e/ou se omitem. Se quisessem já teriam acabado com tudo isso.

Deixe uma resposta

Você precisar fazer login para comentar.