CLUBE NA COPA – Giuseppe Tommaso

13/06/2014

 

CURIOSIDADES

Da Copa:

– Cinco técnicos da Seleção Brasileira Principal tiveram passagem no futebol do Pará: Carlos Froner e Cleber Camerino (Remo), Ernesto Paulo e Pedrinho Rodrigues (Tuna), Gentil Cardoso (Paysandu).

 

– Dois jogadores brasileiros dados como titulares foram afastados por contusão antes de duas Copas: Romário, em 1998 e, Emerson, em 2002.

 

– Parece mentira, mas Julinho (Julio Botelho), ponta direita brasileiro e que fazia sucesso na Fiorentina da Itália, Davor Sukerquando sondado não mostrou interesse em disputar a Copa de 1958 e não foi convocado. Perdeu a chance de campeão.

 

 

CUIDADO COM A CROÁCIA

Desde que foi anunciada a formação do grupo A da Copa, com Brasil, Croácia, México e Camarões os torcedores brasileiros dão como favas contadas a nossa classificação e com a primeira colocaçao. Só que é bom lembrar que eles quase chegam a uma final em 98, quando foram derrotados pelos franceses na semi final. Naquele evento o grande nome da equipe foi Davor Suker, hoje presidente da Federação Croata, que foi o artilheiro da competição. Nessa nossa estreia o grande cuidado deve ser com o meia Modric, que joga no Real Madri e é considerado um dos melhores  craques em atividade na Europa. O Brasil vai precisar controlar a ansiedade e jogar de maneira competitiva.

 

 

RECOMENDAÇÕES DO TOSTÃO

Tostão,um dos heróis do tri campeonato no México é agora comentarista esportivo em jornal de grande circulação. Com um texto enxuto e bastante agradável ele diz acreditar na seleção brasileira, mas alerta para alguns cuidados. Os elogios são para nossa defesa e na pegada do meio campo, mas aconselha um trabalho especial com nossa estrela maior, Neymar. Na sua opinião o atacante do Barcelona pode querer provar que é um dos melhores do mundo e tentar segurar muito a bola e tentar dribles desnecessários, prejudicando nossa atuação. Por isso é necessário um trabalho psicológico com ele. Afinal o Brasil ganhou a copa das confederações porque não havia estrelismo na seleção.

 

HOJE É DIA DA COPA

Foram sete anos. A euforia, a apreensão, a decepção, a revolta, a expectativa, a dúvida, a esperança. Finalmente chegou o grande dia. Depois de 64 anos a bola rola no país do futebol com a Copa do Mundo. O Brasil se preparou como pode e, tomara, consiga mostrar ao todos que tem competência não apenas no campo, mas também fora dele. Não basta conquistar a Copa, é preciso conquistar o Mundo. Vai Brasil!

 

Deixe uma resposta

Você precisar fazer login para comentar.