Equipe azulina de olho em jogadores da base

18/05/2015

 

Enquanto o técnico Cacaio curte suas merecidas férias, cabe ao auxiliar, Agnaldo de Jesus, ser o grande termômetro da preparação azulinoa visando a Série D do Brasileiro. E sob a sua tutela o clube tem tomado algumas medidas já aguardadas, porém cuidadosas. A principal delas é com os jogadores da base, que, segundo o “Seu Boneco”, devem municiar o plantel profissional.

 

“O Cacaio viajou, mas nós estamos aqui três, quatro vezes por semana, indo em Outeiro observar jogadores que possam integrar o profissional. É um trabalho árduo, difícil, às vezes a condição complica, mas na minha situação de funcionário do Remo, o meu dever é esse”, comenta, com argumentos para convencer qualquer pessoa de que ali está o futuro azulino.

 

“Ano passado foi assim: Igor, Ameixa, Alex, entre outros. Muitos contribuíram para o campeonato, em 2014, e para o bi-campeonato, este ano. Está comprovado que se houver incentivo, nós poderemos ir longe com eles”, garante Agnaldo, já de olho em novas revelações. “Temos o William, um lateral-esquerdo que está treinando com a gente. É novo e pode ser trabalhado como os garotos de cima”, exemplifica.

 

Além dos atletas da base, Agnaldo admite que está a um passo de fechar com o atacante Léo Paraíba, do Princesa do Solimões, além de pelo menos quatro atletas do estado. “Esse jogador (Léo) é um atacante que joga enfiado, canhoto, de qualidade. Já o Aleílson, eu venho batalhando desde o começo do ano, com a permissão da diretoria. Os demais, Whelton, Ezequias e Chicão, também estão na mira. “Todos são bons atletas e podem se enquadrar na nossa realidade, além de entenderem o que é disputar uma Série D”, conclui.

 

(Diário do Pará)

Deixe uma resposta

Você precisar fazer login para comentar.