Remo arranca ponto fora na estreia da Série C

22/05/2016

O Clube do Remo estreou com empate no Campeonato Brasileiro da Série C de 2016. O Leão enfrentou o Cuiabá-MT e ficou no empate por 1 a 1, na noite deste sábado (21), na Arena Pantanal.

 

 

No inicio do jogo, o Leão Azul deu às cartas na partida e a vantagem sobre o adversário se transformou em gol aos 15 minutos do primeiro tempo. Fernandinho recebeu na grande área, limpou o zagueiro e chutou no canto para marcar o primeiro gol do Remo e da Série C.

 

Após o gol, o Leão chamou o Cuiabá-MT para o campo de defesa e começou a explorar o adversário no contra-ataque. O time azulino teve chances para marcar o segundo, mas foi o Dourado que chegou ao gol por meio do volante Gilson, aos 49 minutos em cobrança de escanteio.

 

Na etapa final, o time da casa teve um pênalti. O atacante Tito jogou por cima do gol de Fernando Henrique, o que seria o segundo gol do Cuiabá-MT. O Dourado teve outras chances, mas acabou parando na forte marcação azulina.

 

No fim da partida, o Remo ainda teve a chance de sair de campo com a vitória, mas Silvio não aproveitou cabeçada do meia Hericles.

 

Com o empate em 1 a 1, o Remo soma o seu primeiro ponto na Série C e volta a campo no dia 30 de maio para enfrentar o ASA-AL, em Belém.

 

FICHA TÉCNICA

 

CUIABÁ-MT: Henal; Chiquinho Alagoano, Joílson, Samuel e Julinho; Léo Salino, Gilson, Rubinho (Cabralzinho) e Marcelo Oliveira (Diogo); Uederson (Giovani) e Tito.

 

Técnico: Flávio Araújo

 

REMO: Fernando Henrique; Murilo, Brinner, Henrique e Fabiano; Lucas Garcia (Yuri Naves), Michel Schmoller, Allan Dias e Eduardo Ramos; Fernandinho (Hericles) e Ciro (Silvio).

 

Técnico: Marcelo Veiga

 

ÁRBITRO: Wanderson Alves (MG)

 

ASSISTENTES: Luiz Antônio Barbosa (MG) e Ricardo Souza (MG)

 

CARTÕES AMARELOS: Léo Salino e Samuel (CUI) ; Fabiano, Henrique, Fernando Henrique, Lucas Garcia e Brinner (REM)

 

RENDA: R$ 11.120,00

 

PÚBLICO PAGANTE: 727

 

PÚBLICO TOTAL: 1.361

 

LOCAL: Arena Pantanal, Cuiabá (MT)

 

(Diego Beckman/DOL)

Deixe uma resposta

Você precisar fazer login para comentar.