Chapa Novos Rumos já está inscrita em pleito

06/11/2016

O engenheiro elétrico Sérgio Tadeu Ferreira Serra, de 45 anos, oficializou, ontem, a sua candidatura à sucessão do presidente do Paysandu, Alberto Maia, de quem é vice. Serra esteve por volta das 14h15 na sede social bicolor, acompanhado de um de seus vices, Toni Couceiro, e de um grande número de simpatizantes de sua candidatura, quando registrou a chapa Novos Rumos, que não deve contar com oposição no pleito do dia 6 de dezembro, que apontará o próximo mandatário máximo do clube para o biênio 2017/2018, com a posse do candidato eleito ocorrendo logo após a contagem dos votos.

 

O outro vice da chapa encabeçada por Serra, Ricardo Gluck Paul, que atuará na função de gestor, com Toni Couceiro sendo o vice de operações, não compareceu ao registro da chapa. Gluck Paul, que é o atual presidente do Conselho Deliberativo do clube, se encontra em passeio pela Itália, de onde deve retornar neste final de semana, tendo encontro marcado com Serra e os demais membros da chapa para a segunda-feira (7). Na mesma reunião que elegerá o próximo presidente bicolor, também, na sequência, serão escolhidos, pelo voto, os novos integrantes do Conselho Deliberativo.

 

Após conhecida a composição do CD, os membros eleitos escolherão o sucessor de Gluck Paul no comando do órgão. De acordo com o próprio Serra, a composição de sua diretoria já está praticamente fechada. Os dois únicos cargos a serem ocupados ainda são os de marketing e segurança. Para o primeiro cargo, a indicação deverá partir de Gluck Paul, que é conhecedor do assunto. Já o diretor de segurança deve ser algum militar da ativa, aposentado ou na reserva.

 

O departamento de futebol, como já foi noticiado aqui pelo caderno Bola, com exclusividade, já tem os seus dirigentes definidos. Além do próprio Serra, que não abre mão de compor o grupo, fazem parte ainda Abelardo Serra, Vitor Sampaio, Ivonélio Calheiros e, possivelmente Vandick Lima. Já o executivo de futebol Alexandre Faria tem boas possibilidades de continuar no cargo.

 

Ingressos

 

O torcedor, a partir das 8h de hoje, já poderá garantir o seu ingresso para assistir ao jogo da próxima terça (8), contra o Paraná-PR, partida que marcará a volta do time bicolor à Curuzu, após a série de seis partidas, como mandante, atuando no Mangueirão. E o melhor é que o clube volta a fazer promoção. O torcedor terá uma carga de dois mil bilhetes de arquibancada no valor de R$ 10, exclusivamente destinada a quem apresentar, na hora da compra da entrada, uma aposta da Timemania, cujo valor é de R$ 2, relativa ao período de 5 a 8 deste mês.

 

Os preços normais dos ingressos foram fixados em R$ 20 (arquibancada) e R$ 40 (cadeira). As meias-entradas, num total de 600 bilhetes, serão disponibilizadas no site do clube amanhã. Os 8.530 bilhetes confeccionados para venda podem ser encontrados nas bilheterias da Curuzu, sede social bicolor e em três shoppings de Belém.

 

Tiago Luis: permanência será negociada

 

O provável futuro presidente do Paysandu, Sérgio Serra, espera contar com uma carta na manga da camisa para manter o meia Tiago Luis no clube para a temporada de 2017. O dirigente informou que tomou conhecimento, em conversas informais, que o atleta, a principal aquisição bicolor este ano, assim como a família dele, estão bem adaptados a Belém. “Isso me deixa entusiasmado para que ele fique. Vamos conversar e tentar achar algo bom para os dois, clube e jogador”, disse Serra ao Bola. Serra ainda não teve nenhuma conversa com o atleta, o que ele pretende fazer provavelmente na quarta-feira, após ter, na segunda, uma conversa com o presidente Alberto Maia, quando começará a negociar a permanência dos atletas que interessam ao Papão. “Estou otimista de que vamos conseguir a permanência dele”, contou Serra. O Botafogo-RJ teria chegado a mostrar interesse em contratar Tiago, mas até ontem não havia nada de oficial. Belém.

 

Meta é terminar a Série B em 10º

 

O fato de o time não aspirar mais o acesso à Série A de 2017 não significa motivo de desmotivação para os jogadores do Paysandu, com vistas às quatro últimas rodadas da competição. Muito ao contrário, esses compromissos representam a chance de os bicolores melhorarem a posição na tabela. Hoje, o time é o 14º, com o elenco pretendendo chegar pelo menos a 10ª posição.

 

“Vamos manter a mesma vontade, mesmo sabendo que não temos mais chance de acesso, mas podemos chegar a uma pontuação maior”, anuncia Leandro Cearense. Já os jogadores que estão com contrato prestes a expirar querem aproveitar a ‘vitrine’. “É a oportunidade de mostrar serviço e, quem sabe, renovar contrato ou despertar o interesse de outros clubes”, observou Augusto Recife.

 

 

 

( Nildo Lima/Diário do Pará)

Deixe uma resposta

Você precisar fazer login para comentar.