Em dia histórico e de homenagens, Barça vence Chape no Camp Nou

08/08/2017

O Barcelona recebeu a Chapecoense nesta segunda-feira, no Camp Nou, em jogo que ficará na história para a equipe catarinense. Convidada pela equipe catalã como forma de solidariedade à tragédia aérea sofrida em novembro de 2016, o time brasileiro enfrentou o Barça na disputa do Troféu Joan Gamper. Dentro de campo, o elenco Blaugrana não teve dificuldades e goleou por 5 a 0. O resultado, porém, pouco importou em um dia de homenagens e recomeço, principalmente para o lateral Alan Ruschel, que retornou aos gramados após mais de oito meses em recuperação do acidente.

Homenagens antes da partida – Apesar do vencedor sair com a taça, o duelo teve um clima amistoso principalmente pela história de superação vivida pela Chapecoense. Com isso, o Barcelona fez de tudo para receber a equipe catarinense bem.

Antes do jogo, o elenco do Barcelona foi apresentado para a temporada e o meia Iniesta disse algumas palavras de solidariedade e boas-vindas aos jogadores da Chapecoense.


Neto se emocionou com homenagens (Foto: Josep Lago/AFP)

Além disso, Neto, Alan Ruschel e Jackson Follmann, os três atletas sobreviventes da tragédia em novembro de 2016, entraram em campo ovacionados pelos torcedores da Chape para receberem homenagens. Neste momento, o zagueiro Neto não se conteve e foi às lágrimas.

Como última homenagem antes do início do jogo, Neto e Jackson Follmann foram ao centro do gramado para dar o pontapé inicial antes do início do jogo, novamente diante de muitos aplausos da torcida.

O jogo – A partida teve início com o Barcelona mostrando sua superioridade, chegando ao ataque sem dificuldades e criando boas chances com frequência.

Com isso, não demorou para a equipe catalã abrir o placar. Aos seis minutos, Rakitic recebeu a bola dentro da área e rolou para o lado. Lá estava Deulofeu que, livre de marcação, apenas empurrou para a rede para fazer o primeiro do Barça.

Após o gol, o Barça seguiu melhor na partida e ampliou. Aos 10 minutos, Busquets recebeu na entrada da área e mandou uma bomba. A bola pegou força e foi no ângulo, sem chances de defesa para Elias, consolidando um golaço no Camp Nou.

Depois de marcar dois gols, o Barcelona diminuiu o ritmo. Com isso, a Chape conseguiu criar suas primeiras oportunidades. Aos 16, Wellington Paulista chutou cruzado e levou perigo ao gol de Ter Stegen. Já aos 20, foi a vez de Luiz Otávio cabecear ao lado.

As oportunidades, porém, pararam por aí, e o Barcelona não demorou para ampliar. Aos 28, Messi recebeu cruzamento de Deulofeu e, de frente para o gol, chutou no alto, sem chances para Elias, para fazer o terceiro.


Dentro de campo, Barcelona venceu sem dificuldades (Foto: Josep Lago/AFP)

O momento de mais emoção aconteceu aos 36 minutos. Sem poder atuar durante todo o jogo por ainda estar voltando ao ritmo profissional, Alan Ruschel foi substituído por Penilla. O lateral deixou o campo muito aplaudido pela torcida do Barça, que se solidarizou com a superação do atleta.

Os últimos minutos de primeiro tempo tiveram muita pressão do Barça. No entanto, o goleiro Elias brilhou para evitar um número maior de gols antes do intervalo.

Na segunda etapa, o duelo ficou morno. Além do Barcelona diminuir seu ritmo de jogo, a partida teve diversas substituições para que todos os jogadores participassem da festa.

Mesmo assim, ainda houve tempo para o Barcelona ampliar. Aos nove minutos, Luis Suárez tabelou com Messi e recebeu de frente para o gol para fazer o quarto do Barça.

Já aos 28, Messi apareceu novamente como garçom e deu um lindo passe para Denis Suárez que, de frente para o gol, bateu para balançar as redes da Chape pela quinta vez.

Apesar da goleada, a Chape ainda teve um motivo para comemorar dentro de campo. Aos 43 minutos, Khevin derrubou Semedo na área e o árbitro marcou pênalti. Paco Alcácer foi para a cobrança e Artur Moraes conseguiu fazer a defesa, evitando o sexto gol.

Após o lance, o jogo ficou morno e o árbitro aproveitou para dar o apito final na partida em Barcelona.

FICHA TÉCNICA
BARCELONA 5X0 CHAPECOENSE

Local: Camp Nou, em Barcelona (Espanha)
Data: 07 de agosto de 2017
Horário: 15h30(de Brasília)
Árbitro: Alfonso Izquierdo (Espanha)
Cartões Amarelos: Lucas Mineiro(Chapecoense)
Cartões Vermelhos: Nenhum

GOLS: BARCELONA – Deulofeu, aos seis, Busquets, aos 10, e Messi, aos 28 minutos do primeiro tempo; Suárez, aos nove, e Denis Suárez aos 28 minutos do segundo tempo

BARCELONA – Ter Stegen(Cillissen); Aleix Vidal(Semedo), Piqué(Marlon), Umtiti(Mascherano) e Jordi Alba(Semedo); Busquets, Rakitic(Aleñá) e Iniesta(Sergi Roberto)(Samper); Deulofeu(Denis Suárez), Messi(Paco Alcácer) e Suárez(Munir)
Técnico: Ernesto Valverde

CHAPECOENSE – Elias(Artur Moraes); Apodi(Zeballos), Luiz Otávio(Fabrício Bruno), Victor Ramos(Douglas Grolli) e Reinaldo; Moisés Ribeiro(Luiz Antônio), Lucas Mineiro(Khevin) e Nenén(Nadson)(Moisés Gaúcho); Alan Ruschel(Penilla), Wellington Paulista(Túlio de Melo) e Lourency(Guerrero)
Técnico: Vinícius Eutrópio

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

Você precisar fazer login para comentar.