Paciência e inteligência são os ingredientes para a vitória bicolor

03/10/2017

O goleiro Emerson, assim como o treinador e seus companheiros, projeta uma “jogo bastante difícil” frente ao Boa. O camisa 1 bicolor acredita, porém, que o Paysandu reúne condições de voltar a vencer já na sexta-feira, dando início a arrancada do Papão para se distanciar, de uma vez por todas, a temida zona da morte. Emerson dá a receita para que a equipe supere o adversário. “Vamos precisar de muita paciência e inteligência”, recomenda. “Não podemos ser um time afoito. O resultado a nosso favor precisa ser construído com cuidado para não sermos surpreendidos mais uma vez”, ensina.

Para o goleiro, a derrota diante do Juventude não ocorreu por falta de concentração da defesa bicolor. “Foi uma jogada em que eles vieram até a linha de fundo, numa jogada que dificilmente, se consegue marcar. É um lance rápido, muito difícil de ser neutralizado”, discursa Emerson. Mas, o tropeço em Caxias do Sul já ficou para trás e, agora, o foco, conforme salienta Emerson, deve ser o Boa. “É mais um jogo fora e com muita dificuldade, mas precisamos trazer pontos de lá de Minas Gerais e vamos trabalhar duro para isso”, argumenta.

DESFALQUES

A partir de hoje, o técnico Marquinhos Santos começa a preparar o Papão para a difícil missão de suplantar o Boa Esporte, na sexta-feira. O treinador já tem, de cara, pelo menos dois desfalques para o confronto: o volante Rodrigo Andrade e o atacante Marcão, ambos suspensos pelo terceiro cartão amarelo. Para o lugar do primeiro, o treinador esperar ter a volta de Renato Augusto, que trata de uma lesão no tornozelo, que até sexta-feira (29) ainda se encontrava bastante inchado. Mas, como a partida será somente na sexta é possível que o atleta venha a reunir condições de jogo.

Já para o lugar de Marcão, a tendência natural é que o treinador acione o reserva Magno, jogador utilizado com frequência no segundo tempo das partidas. Além de Renato Augusto, a expectativa é de que o meia Diogo Oliveira também esteve apto a enfrentar o Boa. O apoiador não pôde viajar para Caxias do Sul devido estar febril em virtude de uma inflamação na garganta. Diogo, porém, já deve retornar aos treinos hoje, liberado pelo Departamento de Saúde do clube.

(Nildo Lima/Diário do Pará)

Deixe uma resposta

Você precisar fazer login para comentar.