Braga-PA atropela Atlético-CE e encaminha classificação para as oitavas da Série D

17/06/2019

Fidélis (duas vezes) e Rafinha garantem vitória larga do time paraense no jogo de ida da segunda fase do Brasileiro. Atlético-CE precisa vencer por quatro gols de diferença na volta, no Presidente Vargas, em Fortaleza

  • Na boca do Tubarão

    Talvez nem o mais otimista dos torcedores do Bragantino-PA apostaria em uma vitória larga como ocorreu na tarde deste domingo, no Diogão, sobre o Atlético-CE. Depois de um primeiro tempo mais equilibrado em Bragança – município no nordeste do Pará -, Fidélis saiu no banco para resolver a partida. Foram dois gols e uma assistência do atacante bragantino, que deixaram a equipe em situação confortável para o jogo de volta. A Águia do Nordeste chegou como favorita ao confronto pela excelente campanha na primeira fase, mas pouco perigo levou ao gol de Axel e precisará fazer no mínimo três gols em casa para ainda sonhar com a classificação.

    Fidélis (à esquerda) participou diretamente dos três gols do Braga

    Fidélis (à esquerda) participou diretamente dos três gols do Braga (Foto: Matheus Vieira/Bragantino-PA)

  • Como fica a volta?

    Bragantino-PA e Atlético-CE se encontram novamente no próximo domingo, dia 23. A partida de volta do primeiro mata-mata da Série D será no Estádio Presidente Vargas, em Fortaleza. O Tubarão pode perder por até dois gols de diferença que ainda garante a vaga nas oitavas de final. Já a Águia cearense precisa marcar no mínimo três para levar a decisão da vaga para os pênaltis, ou fazer quatro para se classificar no tempo regulamentar.

  • Primeiro tempo

    Foi bastante disputado. O Bragantino-PA teve mais posse de bola e criou as melhores chances de gol. O atacante Edgar apareceu bem pela esquerda. Em duas oportunidades quase marcou, mas o goleiro Artur salvou o Atlético-CE. O camisa 1 da Águia do Nordeste também fez defesaça de um chute de Mauro Ajuruteua, aos 48. O clube cearense mais se defendeu, mas conseguiu encaixar alguns contra-ataques. Nas duas vezes que levou perigo foram em jogadas pela direita. A zaga afastou o perigo antes do goleiro Axel precisar fazer alguma defesa importante.

  • Segundo tempo

    O time paraense retornou a campo mais pilhado para abrir o placar. Ricardo Capanema aproveitou sobra de bola logo aos 8 minutos e deu trabalho para o goleiro Artur, que fez boa defesa. Mas a entrada de Fidélis, aos 13, foi determinante para a vitória bragantina. Ele botou fogo no jogo atuando pela ponta direita. Com menos de dez minutos em campo marcou o primeiro gol, após escanteio. Aos 31, cruzou rasteiro para Rafinha ampliar e, aos 40, fez a jogada e cobrou o pênalti que deu números finais ao duelo. O Atlético-CE se limitou aos contra-ataque, sem grande eficiência. Só conseguiu levar algum perigo nas bolas aéreas, porém faltou caprichar nos cabeceios.

  • Público no Diogão

    Pagantes: 2.010

    Credenciados: 500

    Total: 2.510

    Renda bruta: R$ 40.200,00

    Fonte: globoesporte.com/pa

Deixe uma resposta

Você precisar fazer login para comentar.